Eventos

Evento

 
XVII Workshop Produção Escrita e Psicanálise: LEITURA: ADIAMENTO DA MORTE?
Período: 27/10/2021 a 28/10/2021
- Por Deus, minha irmã, é maravilhosa a tua história - disse Dinarzade.
- A continuação é mais surpreendente ainda - respondeu Cheherazade - e tu concordarias, se o sultão me deixasse viver ainda hoje e me permitisse contá-la na próxima noite.

ANÔNIMO. As mil e uma noites. São Paulo: Editora Saraiva, 1961. Vol.1 p. 51.

A decisão de proteger a vida (própria ou de terceiros) passa por um julgamento de valor. Para deliberar quando se vive ou se morre, alguém lê determinada realidade e sentencia um veredito. Vale a pena? - pergunta o trabalhador da saúde que precisa sopesar onde investir recursos esparsos. Adio a sentença? - duvida o sultão déspota, tendo o poder de ajuizar se vai ou não assassinar a jovem que lhe conta histórias, na narrativa das "Mil e uma Noites".

Quem enxerga alguém em um lugar de menor valia nem sempre toma as medidas necessárias para protegê-lo. Não seria isso que nos ensina o que ocorre com indígenas, negros, pobres, mulheres, pessoas cujas histórias, até bem pouco tempo atrás, costumavam ser narradas por quem lhes menospreza? Assim, não parece exagero dizer que o modo como se lê a história de uma pessoa pode selar seu encontro com a morte ou colaborar em sua (auto) preservação.

O ato de ler pode transformar o leitor, fazendo com que ele se ponha a trabalhar para alterar sua relação com os sentidos e com a própria realidade. No encontro do leitor com o texto, algo da ordem da aposta se relança e o modo estável como costumamos interpretar o vivido e o narrado pode se romper, abrindo espaço para o novo. Assim, leitura pode significar a possibilidade de ressignificar a experiência humana.

Como se configura a leitura que, corroendo assujeitamentos, nos convoca a adiar o momento inevitável de ceder ao convite da morte? Esta questão é o mote do XVII Workshop Produção Escrita e Psicanálise, no qual discutimos a possibilidade de ensinar leitura para evitar o uso de poder e do discurso para criar zonas de morte.
Alunos de Graduação
Alunos de Pós-Graduação
Pesquisadores interessados em psicanálise, leitura e escrita
Professores da Educação Básica
Claudia Rosa Riolfi - EDM
Valdir Heitor Barzotto - EDM
Inscrições de participação: somente on line a partir de 11/10/2021 a 27/10/2021
Informações
Seção de Apoio Acadêmico
Telefone de contato: 3091-3574
Email de Contato: apoioacadfe@usp.br